Guia de Compras para o Natal – Part 03

Computadores de 50 polegadas


Uma nova geração de TVs tem ligação direta com a internet
e imagens mais nítidas graças às novas telas com LED

Quem não acredita que as TVs estão se transformando em computadores precisa conhecer o aparelho que a Toshiba lançará na primeira semana de dezembro, no Japão. Trata-se de um equipamento da linha Regza. Com tela de 55 polegadas de cristal líquido (LCD), ele vem com o Cell, da IBM, o mesmo chip do PlayStation 3 – particularmente poderoso no processamento de imagens. Com um componente desse calibre, a TV exibe até oito canais em alta definição simultaneamente, dispostos em mosaico. O lançamento da Toshiba, aguardado desde o ano passado, conta ainda com um aparelho complementar – a Cell Regza Box, uma caixinha com formato semelhante ao de um DVD. Ela embute 3 terabytes (3 trilhões de bytes) de memória, espaço suficiente para estocar 100 filmes em alta definição. Tal poder de armazenamento é inédito entre eletrônicos para uso doméstico. A Regza custará 11 000 dólares.

Além de processarem imagens com maior qualidade, as TVs ampliam seu repertório no campo da conectividade. O passo inicial foi dado pela integração com outros aparelhos. Alguns televisores trazem, por exemplo, entradas Ethernet, usadas para conectá-los a computadores por meio de cabo. Esse recurso facilita a reprodução de vídeos arquivados no PC. Produtos como a Scarlet II, da LG, oferecem conexão sem fio do tipo Bluetooth (para distâncias de 20 metros). Com esse recurso é possível assistir a um show de rock no volume máximo durante a madrugada, sem acordar a vizinhança – basta usar fones de ouvido com a mesma tecnologia. A maior revolução, contudo, é aquela que conecta as TVs à internet. No Brasil, um exemplar da linha 7000 da Samsung usa rede sem fio (wi-fi) para acessar a web. O aparelho não tem um navegador (browser) e não perambula pela rede. Mas traz um programa específico para acesso ao YouTube. Nos Estados Unidos, num avanço interessante, alguns televisores saem da fábrica integrados a sites como o Netflix, o maior serviço americano de aluguel de filmes por download.



3 cm

Samsung UN40B7000

Com resolução Full HD e tela de 40 polegadas, esta TV LCD é uma das poucas vendidas no Brasil com iluminação por LED (à direita). Outro destaque do aparelho da Samsung é a conectividade. Ele pode ser ligado diretamente a um roteador (por cabo Ethernet ou rede sem fio wi-fi) e acessar o site de vídeos YouTube e o portal Terra. Ou seja, dispensa a participação do PC nesse processo. Finíssimo, tem 3 centímetros de espessura.

7 500 reais

Philips Cinema 21:9

O maior diferencial desta TV de 56 polegadas da Philips é a tela “mais esticada”, com proporção 21:9. As TVs de tela fina convencionais usam a proporção 16:9. O modelo também se sai bem no quesito conectividade. Vem com entrada Ethernet (para ligação ao PC) e conexão sem fio wi-fi. Traz a plataforma Net TV, desenvolvida pela Philips. Esse sistema permite navegar em versões de sites como YouTube e Flickr. Deve começar a ser vendida no Brasil no início de 2010. Ainda não tem preço definido.

O LED faz a diferença

Neste fim de ano, começam a ser vendidas no Brasil as primeiras TVs com tela de LED (sigla em inglês para diodo emissor de luz): a Samsung UN40B7000 e a LG SL90. Essa tecnologia é usada para atenuar um problema congênito do cristal líquido (LCD): a ineficácia do contraste. Para formar as imagens no painel, o LCD convencional mantém uma luz branca permanentemente acesa na parte traseira da tela. Sempre ativa, essa fonte (chamada de backlight) prejudica a definição da cor preta no monitor, fundamental para acentuar o contraste nas imagens. Já o LCD com LED usa componentes eletrônicos, feitos de material semicondutor, para iluminar de forma gradual trechos específicos do monitor. Ele dispensa a backlight e obtém melhor contraste.

Atalhos para a rede

Ao contrário de um PC ou smartphone, as TVs não têm um navegador como o Explorer ou o Safari para acessar endereços da internet. Por isso, são limitadas nesse quesito. Mas elas podem “conversar” com sites específicos, por meio de programas especiais. Esse é o caso do TV Widgets, do Yahoo!. O sistema, usado por marcas como LG, Samsung e Sony, permite que os televisores troquem informações com sites como YouTube, Flickr e Twitter. A Philips tem uma plataforma semelhante para seus equipamentos, batizada de Net TV.

2 Respostas to “Guia de Compras para o Natal – Part 03”

  1. Paulo Castro Says:

    Vi esta nova linha de TVs LEDs e fiquei babando com a qualidade da imagem, até que os preços não estão muito alto, cheguei a encontrar de 5 mil a 6 mil, se comparado aos preços de uns 7 anos atás onde uma TV de Plasma de 42″ custava até 15 Mil ou mais, e nem eram full HD.

  2. opiorblogqueexiste Says:

    Olá, desculpe pela demora, mas quero agradecer pela visita no meu blog… Aproveito a oportunidade para te parabenizar pela qualidade do seu blog…
    Caso queira visitar novamente, fique à vontade…
    Caso tenha alguma sugestão, comente, sua opinião é importante para a evolução do nosso conteúdo…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: