NVIDIA Ion, PC com 2 cm de espessura


Finja que você não leu o título acima e tente adivinhar do que se trata esse bichinho branco aí na foto. Para quem sabe que isto é um blog de cacarecos tecnológicos, o chute provavelmente vai variar entre gravador de DVD externo, roteador e tocador multimídia, desses que ficam ao lado da TV. Mas, acredite: ele é um desktop inteiro, e bem respeitável.

Dentro dessa carcaça está o primeiro protótipo de PC da NVIDIA. E, para caber tudo aí dentro, é claro que ele usa componentes de netbook, como o processador Atom N270, de 1,6 GHz. A surpresa está no resto da configuração – 3 GB de memória RAM e disco rígido de 250 GB. E a grande novidade é o minúsculo Ion, um chipset com desempenho de GeForce 9400. Ou seja, edição gráfica e jogos rolam numa boa.

Essa caixinha veio parar em nossas mãos aqui no INFOLAB com Windows 7 instalado. A ideia é colocar a máquina na loja com esse sistema, pois ele é otimizado para rodar na GPU tarefas antes destinadas ao processador, como conversão de vídeos. Em nossos testes, conseguimos assistir filmes em full HD e até jogar coisas pesadas, como o Crysis, mas com efeitos de vídeo no nível mais baixo, é claro. No 3DMark06, ele marcou quase mil pontos.

Olhando o Índice de Experiência do Windows 7, a nota dessa máquina ficou em 2,2, mas o gargalo dela não foi o vídeo, como acontece normalmente nos netbooks (e em quase todas as máquinas sem uma placa dedicada violenta). A âncora foi o processador. A nota do sistema para o vídeo bateu em 5,1, impressionante para um equipamento tão pequeno.


O conjunto inteiro pesa 800 gramas e tem dois centímetros de espessura. É uma ótima opção para deixar na sala, ao lado da televisão, tocando filmes e servindo como central multimídia ou plataforma para jogos mais simples. Além disso, é um desktop que você pode levar na mochila sem incômodo.

Gente grande até na conectividade, o brinquedo tem seis portas USB, uma DVI e uma Gigabit Ethernet. Nessa configuração que a gente testou, só ficou faltando Wi-Fi (imperdoável!) e uma saída HDMI. Mas vale ressaltar que o modelo é apenas uma demonstração da NVIDIA para os fabricantes, então mudanças ainda devem acontecer.

A previsão da empresa é que os primeiros integradores brasileiros comecem a lançar micros com a plataforma Ion até o final deste ano. E o preço sugerido é bem ousado: 1 200 reais. Já sei o que você está pensando: “E eu com aquela lata velha enorme lá em casa, com apenas 1 GB de RAM, que me custou o dobro, dois anos atrás”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: